Curta!

O Violino Escarlate | Camila Dornas


Oi, oi, oi, meninxs! Como vocês estão?

O Violino Escarlate é o mais novo lançamento da autora Camila Dornas. Por ter amado 100 Canções Para Salvar Sua Vida, lançado pela Camila em 2019, eu estava extremamente ansiosa para poder fazer essa leitura e falar sobre ela aqui com vocês.


Título:
 O Violino Escarlate
Autor(a): Camila Dornas
Editora: Independente
Páginas: 306
Ano: 2020
Gênero: romance / fantasia

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐♥
Um violino mágico conecta vidas através do tempo. Maya é uma mulher cética que não esperava nada do funeral da avó a não ser espalhar suas cinzas. No entanto, durante a cerimônia, um violino escarlate que ela nunca viu antes surge, implorando pra ser tocado. O estranho instrumento desafia tudo em que Maya acredita: Quando ela toca, o espírito de sua avó aparece para ela com uma missão: Devolver o violino ao verdadeiro dono. O pedido pode mudar sua vida para sempre.
As muitas situações difíceis pelas quais Maya passou a transformaram, pouco a pouco, em uma mulher extremamente cética e introvertida. Como se não bastassem todas as dificuldades que a moça ainda estava superando, a vida resolveu puxar-lhe o tapete mais uma vez, levando uma das pessoas mais importantes de sua vida: a avó, que era o porto seguro de Maya.

Rosa Muniz, avó de Maya, era uma mulher espirituosa. Esbanjava simpatia e boas vibrações, e atraia olhares por onde quer que fosse. Era o completo oposto da Neta.

Maya não esperava nada, além da profunda tristeza que sentia, do funeral da avó. Mal sabia ela que naquele dia, durante a cerimônia fúnebre da avó, encontraria um violino escarlate que viraria sua vida de pernas para o ar, levando-a a questionar tudo em que acreditava. Afinal, só poderia ser loucura ver a avó morta, enquanto toca um violino, lhe pedindo para entregá-lo ao verdadeiro dono, não é?
"— Amor é a essência da vida, Maya. É a única coisa pela qual vale a pena lutar com tudo o que tem. A única coisa pura e verdadeira em um mundo corrompido. É tudo."
Maya amava demais a avó para se recusar a realizar seu último desejo, mesmo que talvez fosse apenas uma loucura produzida por sua mente. E, assim, ela decide juntar todas as pistas que tem e embarcar em uma aventura na que mudará sua forma de ver a vida e muito do que ela acredita saber sobre Rosa.

Enquanto segue sua jornada para encontrar o misterioso dono do violino escarlate, Maya irá encontrar uma oportunidade de conhecer melhor a si mesma, superar traumas passados que estagnam sua vida social e amorosa.
"Havia um brilho em seu semblante que nenhum tipo de creme ou procedimento trazia. Vinha de dentro."
Se eu já havia amado a história e os personagens criados pela Camila em 100 Canções, e eu havia, creio que amar seja pouco para descrever tudo o que senti em relação a O Violino Escarlate.

A escrita da Camila, como eu já esperava, me prendeu desde o início, sendo fluida e extremamente gostosa de se ler. O enredo, muitíssimo original (o que já estou considerando uma marca registrada da autora), a cada página fazia com que eu tivesse mais e mais vontade de ler.

Dentre os personagens principais dessa história fantástica, além de Maya e Rosa, também conhecemos Diego e Juan. O que esses dois tem em comum é que trazem grandes mudanças para a vida das protagonistas. Ademais, Diego e Juan são pessoas muito diferentes, mas que, com seus jeitinhos únicos, ganham o coração dos leitores.

Outro ponto, que é uma característica marcante das obras da Camila que já li até agora, é a forma como ela se aprofunda também no que diz respeito à vida dos personagens secundários. Foi impossível não amar, odiar, ou sentir ao menos um leve ranço por cada um.

Todos os personagens e a trama são muito bem estruturados.
"Ela não fez nenhuma pergunta, apenas ficou ali, uma vassoura em uma mão e meus cacos na outra."
Ler O Violino Escarlate foi uma experiência emocionante. Confesso que sou dura na queda e raramente choro com ficção, mas mais uma vez a Camila conseguiu fazer com que eu chegasse ao fim do livro em meio à lagrimas e estilhaços do meu coração. E toda essa emoção se dá ao fato de que O Violino Escarlate é muito mais do que a história de uma moça vivendo uma aventura. É sobre sobreviver a "amores" destrutivos, sobre a superação dos medos, sobre se redescobrir e sobre voltar a viver (e não mais apenas existir).

SOBRE A EDIÇÃO:

A melhor escolha da Cams, no que diz respeito ao design do livro, foi investir mais uma vez em uma capa feita pela Lola Salgado, que fez um trabalho impecável como capista. Além disso, o violino no início de cada capítulo dá um charme a e-book. Quando a revisão, encontrei alguns errinhos e, apesar de eu ser muito chata com esse aspecto, confesso que a história estava tao boa que nem me incomodou.


Enfim... Acho que está bem obvio que eu amei muito esse livro, que foi até agora minha leitura favorita do ano. Foi um prazer fazer essa leitura, e é claro que vou ficar panfletando-o por ai, querendo que todos tenham a oportunidade de conhecerem essa obra incrível também.

Me contem aí se vocês já conhecem o trabalho da Camila. ♥


Me acompanhe nas redes sociais:

Sugestão de pauta ou parceria: maisumcapituloblog@gmail.com

Um comentário:

  1. Que graça essa resenha. É ótimo quando um livro nos toca profundamente, não é mesmo? Fiquei curioso por ver a edição do livro.

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em quarentena de 22 de julho à 31 de agosto, mas comentarei nos blogs amigos nesse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir