Curta!

Nossos Corações Brincam de Telefone Sem Fio | Matheus Peleteiro

31 de julho de 2020


Oi, oi, meninxs. Como vocês estão? O que andam lendo?
Minha última leitura foi Nossos Corações Brincam de Telefone Sem Fio, livro de poemas do autor Matheus Peleteiro.



Título: Nossos Corações Brincam de Telefone Sem Fio
Autor(a): Matheus Peleteiro
Editora: Independente
Páginas: 104
Ano: 2019
Gênero: poemas

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐
"O inédito de Matheus Peleteiro dá vontade de acertar contas com amores passados e escrever. Inspira. O moleque tem um lirismo muito elegante e, em alguns momentos, o desespero e o desequilíbrio gritam. Os versos dele tem melhorado meu estado nebuloso. Amaciado minha depressão. Tem me resgatado como se eu fosse Tom Hanks no filme O náufrago. A imagem que surge agora, depois de ler o primeiro poema, é da bola Wilson sumindo no mar. Um amor puro e verdadeiro que some na ferrugem do esquecimento. É uma honra escrever sobre uma coletânea de escritos tão bonitos e doloridos." — Diego Moraes - Escritor
Eu confesso que livros de poemas sempre me dão um pouco de medo. Isso porque alguns autores adotam uma linguagem que (ao meu ver) é demasiadamente subjetiva, o que dificulta o entendimento, e às vezes faz com que você tenha que ler repetidas vezes até conseguir finalmente entender (ou, ao menos, achar que entendeu) o significado por trás do que está nas linhas daquele poema.

Em Nossos Corações Brincam de Telefone Sem Fio, tive a grata surpresa de encontrar um livro poemas com uma linguagem de fácil entendimento, em que há sim um uso de linguagem subjetiva, porém em doses que não prejudicam a leitura.

""você tem medo de amar"
é o que todas elas dizem
como se devesse me condenar por isso.
mas como é possível não temer o amor?"

Nessas páginas, Matheus Peleteiro discorre sobre temas como vida e suas fases, e sentimentos, especialmente o amor, e a efemeridade de todas essas coisas.
A leitura é muito agradável, fácil e fluida. Comecei e terminei o livro todo em um só dia. Foi uma experiência deliciosa, e me fez desejar inserir mais esse gênero literário na minha vida.

SOBRE A EDIÇÃO:

A capa do livro é maravilhosa e, juntamente com o título e alguns quotes que li, foi o que despertou minha curiosidade quanto à essa leitura. A diagramação também está ótima, com um bom espaçamento nas margens e fontes que proporcionam uma leitura confortável. Na revisão, me lembro de haver encontrado um ou outro erro, mas foram pouquíssimos.

"lembro quando escarneceram da minha estupidez
ingênua, me insultaram dizendo que eu era apenas um "moleque"
e eu sorri por ser aquilo tudo o que eu desejava ser."

Eu diria que fico feliz por ter saído da minha zona de conforto, mas como dizer isso quando foi extremamente agradável fazer esta leitura? Então, direi somente que fico feliz por ter me rendido à leitura de um livro desse gênero com o qual não estou tão habituada.

Vocês têm o hábito de ler poemas?
Já leram alguma obra do Matheus Peleteiro?


Me acompanhe nas redes sociais:

Sugestão de pauta ou parceria: maisumcapituloblog@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário