Curta!

A Ascensão dos Nove (Os Legados de Lorien #3) | Pittacus Lore

6 de julho de 2020


Oi, oi, meninxs! Tudo bom com vocês? O que andam lendo?
Hoje vim dar continuidade a minha "saga" de resenhas da série Os Legados de Lorien.

P.S.: Se você não leu muito a respeito da série e quer saber mais sobre os dois primeiros livros que a compõem, leia as resenhas de Eu Sou o Número Quatro (clique aqui) e O Poder dos Seis (clique aqui) aqui no blog.

Atenção: a sinopse de A Ascenção dos Nove, assim como sua resenha, podem conter spoilers dos livros Eu Sou o Número Quatro e O Poder dos Seis, volumes 1 e  2 da série Os Legados de Lorien.


Título: A Ascensão dos Nove
Coleção: Os Legados de Lorien
Volume: 3
Autor: Pittacus Lore
Editora: Intrínseca
Páginas: 287
Ano: 2012
Gênero: young adult / fantasia
Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐
Antes de encontrar John Smith, o Número Quatro, eu estava sozinha, lutando e me escondendo para continuar viva. Juntos, somos ainda mais poderosos. Mas isso só vai durar até precisarmos nos separar para localizar os outros. Fui até a Espanha em busca da Número Sete e encontrei mais do que esperava: um décimo membro da Garde, que conseguiu escapar vivo de Lorien. Ella é mais jovem que o restante de nós, mas igualmente corajosa. Agora estamos à procura dos outros — de John inclusive.
Foi por influência de uma amiga que, assim como eu, amava o filme Eu Sou o Número Quatro durante a infância, que decidi ler a série Os Legados de Lorien e descobrir o que aconteceria com John Smith e tantos outros personagens pelos quais eu havia me apaixonado. Se você leu minhas resenhas dos dois primeiros livros da série, sabe que a forma como a trama foi desenvolvida me agradou muito mais do que eu esperava. No entanto, é A Ascensão dos Nove que me permite afirmar com total certeza que a série publicada sob o pseudônimo Pittacus Lore se torna cada vez melhor a medida que sua história evolui.

Em A Ascensão dos Nove o leitor irá reencontrar muitos dos personagens já conhecidos, seja em se tratando dos mocinhos ou dos vilões da história. Aqueles que antes foram apresentados de forma um pouco superficial, tendo suas personalidades e suas histórias mais aprofundadas nesse que é o terceiro livro da série.

Diferente do que acontece nos dois primeiros livros, desta vez a trama é narrada por três personagens: Quatro, Seis e Sete, o que proporciona ao leitor uma visão muito ampla de todos os acontecimentos.
A história tem início sendo centrada nas aventuras vividas pelos lorienos membros da Garde em sua busca por um reencontro, enquanto também lutam para sobreviver à perseguição constante que sofrem por parte tanto dos mogadorianos quanto dos humanos, e a partir daí ela vai se desenrolando.


Algo que me agrada muito em relação à forma como a história é contada é que, apesar do Número Quatro ser o personagem principal, os outros Gardes tem quase tanto foco quanto ele na história e desempenham papéis extremamente importantes na história dos lorienos na Terra.
E outro ponto muito positivo para mim é que, apesar de se tratar de uma história que envolver extraterrestres, Os Legados de Lorien foi criado de uma maneira genial que faz o leitor pensar nas possibilidades de que a história contida ali fosse real.

E, falando mais um pouquinho sobre os personagens, preciso dizer que me apaixonei totalmente por Oito e Nove, que ganharam um maior destaque neste livro em relação ao anterior.

A escrita de Pittacus é explêndida, tornando a leitura fácil e gostosa de se ler, e a escolha dos acontecimentos do enredo me agradaram muito. O autor conseguiu sanar diversas dúvidas que eu tinha, e criar novas perguntas na minha cabeça que me deixam curiosa para descobrir o que virá a seguir.

SOBRE A EDIÇÃO:

A capa de A Ascensão dos Nove não é ruim, mas uma das que menos gosto da série. Algo pelo que sou apaixonada em relação aos livros que compõem Os Legados de Lorien são aos lombadas, que quando colocadas em ordem ficam em uma adorável sequência de preto e branco, e as páginas pretas que antecedem o início da história com um alerta de que se trata de uma história real. A diagramação e revisão do livro são ótimas. As páginas são um pouco transparentes (o que, na verdade, é bem comum), mas isso não atrapalha em nada a leitura.

O único técnico que me incomoda no que diz respeito à série é a tradução de alguns dos títulos. A tradução de "O Poder dos Seis" deveria ser "O Poder da Seis", e esse deveria se chamar "A Ascensão do Nove", por exemplo.

Diante de tudo isso, posso afirmar sem dúvidas que pretendo dar continuidade à leitura da série e que estou ansiosa para tirar um tempinho para embarcar em muitas aventuras junto com os Gardes lorienos.

E vocês, estão animados para viver essas aventuras?



Me acompanhe nas redes sociais:

Sugestão de pauta ou parceria: maisumcapituloblog@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário