Curta!

Perdas & Danos | Cris Matthiesen


Oi leitoress lindos do meu coração! Tudo bom com vocês?

Primeiramente, gostaria de pedir desculpas por meus posts não andaram tão frequentes ultimamente... essa coisa de pandemia, quarentena, aulas online, etc, está me deixando meio louca (haha)! Mas juro que vou me esforçar para trazer conteúdo nos dias certinhos para vocês ♥.

Hoje eu vim falar sobre o livro Perdas & Danos, da Cris Matthiesen, que é alguém por quem sou apaixonada, tanto como pessoa quanto como autora.


Título: Perdas & Danos
Autor: Cris Matthiesen
Editora: independente
Páginas: 352
Ano: 2020
Gênero: romance
Nota:
 ⭐⭐
Ela corria para esquecer. Ele corria para alcança-la. Andrew Lennox-Cooper, autor consagrado e habituado a ganhar sempre acredita que tem o casamento perfeito. Sol Cooper acha que ganhou na loteria quando conheceu Andrew aos 15 anos esquecendo assim, os pesadelos que tinha vivido até então. Passados 14 anos, quem olha para eles, acha que formam o casal perfeito. Mas Sol está longe de ser feliz. Aos poucos, alguns fantasmas do passado ameaçam atormentá-la e a bebida torna-se o meio mais fácil de fugir, até não ter mais para onde escapar e uma decisão drástica é tomada. Como Andrew vai ficar diante a inesperada decisão de Sol? Um amor pode sobreviver a um Stalker que carrega um ódio tão doentio? O que que Sol esconde em seu passado para que tenha tanto medo? Um romance lindo e atual, que vai te prender e quem sabe, te mostrar que nem tudo é tão perfeito.
Em Perdas & Danos iremos conhecer Andrew e Sol, um casal que cultiva anos de histórias juntos.
Eles são um par perfeito, com uma vida perfeita... ou, ao menos, é isso o que todos pensam ao olhar para eles. Mas é claro que a realidade não é tão bonita e fácil quanto parece, e pouco a pouco vamos conhecendo toda a história por trás do relacionamento de Drew e Sol, percebendo que por vezes a bagagem que eles carregavam era pesada demais, e cada tropeço que tornava aquele amor insustentável.


Para Sol, uma mulher que ainda mantinha viva e escondida dentro de si a garotinha insegura que um dia fora, estar em um relacionamento com alguém como Andrew Cooper (um homem bonito, famoso e cercado por mulheres de todos os tipos), por mais que o amasse e fosse amada com a mesma intensidade, talvez não fosse a melhor das ideias. Especialmente se Sol levasse em consideração a presença constante de Nina, dona da editora para a qual Drew escrevia, na vida do marido.

Aos poucos Sol vai percebendo o quanto essa insegurança a faz mal, o quanto ser perseguida e agredida psicologicamente por Nina e se esforçar todos os dias para se encaixar na realidade que é seu casamento com Drew a destrói... e é quando ela passa a ter essa percepção que a relação do casal começa a se complicar.

É realmente triste ir conhecendo o passado de Sol, e o quanto isso afeta seu presente. Eu costumo dizer que, para estar em um relacionamento e fazê-lo bom, para ser feliz ao lado de outra pessoa, é preciso antes estar feliz consigo mesmo... e é justamente isso que falta à Sol. Estar destroçada psicologicamente (e mal perceber isso) estava destruindo cada pedacinho dela e sufocando as partes boas de seu relacionamento com Andrew.
A protagonista, com seu jeitinho introspectivo, de quem guarda todas as dores para si mesma, conseguiu fazer com que eu me identificasse muito com ela e isso foi muito importante pois me fez ter uma compreensão muito grande de tudo o que Sol estava vivendo naquele momento.

Nina é uma vilã implacável! Os leitores de Perdas & Danos sabem bem que é possível odiar com uma intensidade indescritível a personagem, uma mulher fria, extremamente calculista, manipuladora e disposta a tudo para ter o que quer.
"O amor é como o mar após a tempestade... De longe ele parece calmo, confiável, mas se você não tomar conta pode acabar sendo engolida por uma correnteza inesperada."
Perceber que Andrew não tinha a percepção do mal que sua relação com Sol estava fazendo à esposa e sua passividade em relação à forma como Nina tratava Sol, foi o que mais me irritou na história. Por causa disso, consegui gostar de Drew, mas não amá-lo (como amei Sol).

A história é narrada em terceira pessoa, e isso nos permite ter uma visão muito ampla de toda a história dos personagens e da relação que há entre eles. Como eu já esperava, achei a escrita da Cris uma delícia. A história, por ter protagonistas adultos, tem uma pegada muito madura.

Sol e Nina são o ponto forte da história, sem dúvidas! A autora acertou em cheio ao criar as personagens, me fazendo amar uma e odiar a outra intensamente.


SOBRE A EDIÇÃO:

Gostei da capa do livro e de como ela faz referência à história de Drew e Sol, apesar de não ser uma capa que "salta aos olhos" e chama a sua atenção logo de cara em meio à tantas outras.
A diagramação do e-book ficou ótima, o design com uma folhinha no início dos capítulos ficou muito fofo, e a revisão (apesar de apresentar um errinho ou outro, que já está sendo concertado pela autora) também ficou muito boa.
Infelizmente não posso falar sobre aspectos que se referem ao livro físico, porque ainda não tenho o meu, mas prometo mostrar para vocês lá no stories do Instagram logo que o tiver.

Enfim.. Eu estava muito ansiosa para ler Perdas & Danos, por ter acompanhado um pouquinho o processo de escrita da Cris, e é claro que ela não me decepcionou! Não Confie e Sem Perdão continuam sendo os meus favoritos da autora, mas ler Perdas & Danos também foi um prazer enorme.

Vocês não fazem ideia do quanto foi difícil para mim encontrar palavras para falar sobre Perdas & Danos! Expressar, através de palavras, o misto de sentimentos que esse livro despertou em mim foi, sem dúvidas, uma tarefa desafiadora, mas espero ter conseguido passar isso através desse post e despertar em vocês a curiosidade de conhecer essa história.

E aí, vocês conhecem a escrita da Cris? Já leram Perdas & Danos?


Me acompanhe nas redes sociais:

Sugestão de pauta ou parceria: maisumcapituloblog@gmail.com

2 comentários:

  1. Sim, já conhecia a escrita da Cris. Aliás já conheço faz um tempo. Amei ler o primeiro livro dela, e acompanhei a criação desse. Essa é uma daquelas histórias lindas, onde gostamos das cenas, dos personagens, da descrição e até das maldades que a vilã apronta.
    Cris está de parabéns por tanta criatividade e você pela bela resenha.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Laura
    Eu não leio muito livros com histórias de casais já formados, mas as que encontrei foram bem legai, principalmente a forma como conseguiram mostrar todos os aspectos, bons e ruins, dessas relações. Me interessei pela trama, mas o fato de Andrew ser tão passivo me irrita e me faz ficar com um pé atrás. Não sei se vou ler, mas veremos!
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir